AGIR

AGIR apresenta projecto jazz EULÁLIA até à saída do novo álbum

Estreou ontem “Eulália”, o projecto com toada jazz que homenageia artistas portugueses icónicos. Liderando o trio de músicos Manuel Oliveira (piano), Guilherme Melo (bateria) e Rodrigo Correia (contrabaixo), que é também o anfitrião da casa onde são gravadas as jam sessions, AGIR dá voz a estas novas versões. 

O primeiro episódio de “Eulália” estreou este domingo, evocando 3 canções icónicas do reportório de Rui Veloso e revelando também o formato desta série, que terá novo episódio todos os domingos até à saída do novo álbum de AGIR.

Recorde-se que recentemente AGIR lançou o tema  PRESCREVER, uma reflexão sobre os alçapões que a hermenêutica jurídica cria e que, numa clara distorção ontológica, alimentam as desigualdades sociais, acabando por perverter a própria essência de Justiça.

Inscrita na tradição da música de intervenção mas de uma forma descomprometida, esta canção completa e encerra um ciclo que começou com a participação especial no Festival da Canção, em que cantou dois dos maiores clássicos de todos os tempos da música portuguesa, “Flor Sem Tempo” e “E Depois do Adeus” numa homenagem ao pai, Paulo de Carvalho, e terminou com  o concerto Cantando Abril - uma homenagem ao cancioneiro dos poetas e autores de intervenção -, transmitido na RTP 1, e disponível na RTP Play, por altura da comemoração dos 47 anos do 25 de Abril.

AGIR encontra-se neste momento a compor novo álbum de originais.

“Eulália”- Rui Veloso - Episódio 1

21 Junho 2021
Partilhar:

Newsletter

Receba as nossas novidades