Tainá

Tainá distinguida com Prémio Play Lusofonia
Os “Sonhos” de Tainá continuam a cumprir-se
 
 
Na segunda edição dos Prémios Play, que ontem decorreu no Coliseu dos Recreios em Lisboa,
Tainá foi distinguida na categoria Lusofonia e protagonizou um dos momentos musicais da cerimónia ao lado de Fernando Daniel, outro dos nomeados, co-interpretando o tema “Se eu”. Neste prémio Tainá vê reconhecidos o talento, trabalho árduo, sacrifício e coragem que foram necessários para editar o seu disco de estreia “Sonhos” (2019), ele próprio um sonho tornado realidade para a artista de origem brasileira, com ascendência indígena, que
 aterrou em Portugal vinda do Brasil natal, onde cresceu e estudou música trabalhando na escola para pagar o seu curso. 
 
Os três singles de “Sonhos” (o primeiro homónimo; “Senti”; e “Caminho”, já lançado durante a pandemia) convidam o público a descobrir o mundo onírico de Tainá e a metamorfose que nela se operou, quando a menina, que é agora mulher, começou a mostrar a sua mensagem ao universo, ajudando as pessoas a sentirem-se bem ao ouvirem a sua voz, as letras e as músicas que compõe e interpreta. Erlend Øye, dos Kings of Convenience, que a descobriu a cantar na rua, foi uma das primeiras pessoas a serem tocadas por Tainá e ficou tão impressionado que lhe propôs actuar na primeira parte de dois dos seus concertos em Portugal. 
 
Depois de actuar em alguns dos maiores festivais de verão em 2019, como o MEO Sudoeste ou o MEO Marés Vivas, Tainá estava prestes a partir para uma digressão de salas, que a levaria aos mais diversos palcos de norte a sul do país. Com a eclosão da pandemia as apresentações ao vivo ficaram, adiadas, estando agora a digressão a ser redesenhada.

30 Julho 2020
Partilhar:

Newsletter

Receba as nossas novidades