Desconcerto

Desconcerto com António Zambujo, César Mourão, Luísa Sobral e Miguel Araújo adia espectáculos de Maio, no Porto, para Outubro

De acordo com as indicações da Direcção-Geral de Saúde (DGS) relativamente ao novo Coronavirus / COVID-19, as 3 datas do Desconcerto, com António Zambujo, César Mourão, Luísa Sobral e Miguel Araújo, agendadas para 25, 26 e 27 Maio, no Coliseu do Porto, foram adiadas, respectivamente, para os dias 18, 19 e 20 de Outubro 2020

Os bilhetes já adquiridos permanecem válidos para as datas correspondentes respeitando a sua ordem:

25 de Maio - NOVA DATA - 18 de Outubro
26 de Maio - NOVA DATA - 19 de Outubro
27 de Maio - NOVA DATA - 20 de Outubro

Recorde-se que os cinco espectáculos no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, originalmente marcados para os dias 3, 4, 5, 6 e 7 de Abril foram também re-agendados, respectivamente para os dias 1, 2, 3, 4 e 5 de Setembro. 

A nova temporada do Desconcerto que esgotou o Coliseu do Porto nos passados dias 2 e 3 de Março volta a juntar António Zambujo, César Mourão, Luísa Sobral e Miguel Araújo. A estreia deste formato deu-se em 2018 e esgotou 5 noites entre Lisboa e Porto, no Teatro Tivoli BBVA e no Sá da Bandeira. Aquele que é possivelmente o concerto mais non-sense e divertido a que o público irá assistir tem no improviso a palavra de ordem, através dos diálogos de César Mourão com pessoas do público escolhidas ao acaso, das letras criadas no momento por Luísa Sobral e Miguel Araújo e da interpretação de António Zambujo, que canta com a máxima dignidade a poesia possível criada no momento.

A ideia do Desconcerto terá surgido quando os três amigos, César Mourão, Miguel Araújo e António Zambujo decidiram ir juntos de férias para o Algarve. Conversa puxa conversa, guitarra puxa guitarra, improviso gera improviso. Sendo, há muito, fãs uns dos outros, quando deram por ela estavam a criar e a improvisar canções em conjunto, sem qualquer outra intenção que não fosse divertirem-se. E assim foi. As boas memórias desses dias levaram-nos a querer partilhar com o público esses momentos de cumplicidade. Decidiram então convidar Luísa Sobral, ela própria uma improvisadora muito peculiar, de quem são devotados fãs e amigos, para se juntar a eles. 

O resultado? Um magnífico Desconcerto de música e bom humor, criado a la minute, absolutamente improvisado e imperdível, que os surpreenderá a eles, tanto quanto ao público, e que é capaz de ser ainda melhor do que ir de férias com estes amigos.

 


16 Abril 2020
Partilhar:

Newsletter

Receba as nossas novidades