António Zambujo

António Zambujo desvenda versão de Jorge Drexler com pré-venda do álbum “Do Avesso”

Esta quinta-feira será revelado o vídeo do single “Sem Palavras”, tema com música de Mário Laginha e letra de João Monge

Hoje é revelada mais uma canção do próximo álbum de António Zambujo, intitulado “Do Avesso”, e que chega às lojas no próximo dia 23. “Madera de deriva”, um tema original de Jorge Drexler, é a canção que a partir de hoje fica disponível com a pré-venda do novo álbum no iTunes.

Jorge Drexler é um célebre cantor e compositor uruguaio, já premiado com um Óscar de Melhor Canção Original. Em “Do Avesso”, António Zambujo faz uma versão de “Madera de deriva”, cantado em espanhol, além de tocar percussões no tema. Ao seu lado teve Bernardo Couto na guitarra portuguesa, Filipe Melo no piano, baixo e percussões, João Moreira no trompete e percussões, Nuno Rafael nas percussões e Ricardo Cruz no contrabaixo e percussões.

Esta quinta-feira, dia 15, será lançado o vídeo oficial do primeiro single “Sem Palavras, com música de Mário Laginha e letra de João Monge. Também já foi revelado o tema “Se Já Não Me Queres”, com letra e música de Luísa Sobral, estando ambas as canções disponíveis com a pré-venda do disco.

Os concertos de apresentação do novo álbum estão marcados para o Porto e Lisboa, nos Coliseus, a 23 de Fevereiro e 2 de Março, respectivamente, com bilhetes já à venda nos locais habituais, e em Coimbra, no Convento de São Francisco, dia 24 de Maio (bilhetes à venda brevemente).

Dois anos depois da homenagem a Chico Buarque, imortalizada no álbum e subsequente digressão “Até Pensei que Fosse Minha” (2016) que cruzou os dois lados do atlântico, António Zambujo abraça novas abordagens à sua música e evoca referências até hoje pouco exploradas no seu percurso. O resultado é “Do Avesso”, um disco arrojado, surpreendente e arrebatador, onde colabora com músicos e compositores como Pedro da Silva Martins, Aldina Duarte, Miguel Araújo, Márcia, Jorge Benvinda ou Paulo Abreu de Lima.

Do Avesso” foi produzido por Filipe Melo, Nuno Rafael e João Moreira, uma equipa de luxo que (re)uniu três dos mais talentosos músicos e produtores nacionais. Filipe Melo é ainda responsável pelas orquestrações. No álbum, António Zambujo contou com a participação da Orquestra Sinfonietta de Lisboa e do maestro Vasco Pearce de Azevedo.

23 Fevereiro, Coliseu do Porto
2 Março, Coliseu dos Recreios, Lisboa
24 Maio, Convento São Francisco, Coimbra

 


13 Novembro 2018
Partilhar:

Newsletter

Receba as nossas novidades