Beatriz Rosário

Beatriz Rosário, fadista de 23 anos, cresceu a ouvir os discos do avô que foram a porta de entrada no universo do Fado, aliados aos incentivos da sua avó Rosário para que explorasse o seu talento. Assim, surge o nome artístico de Beatriz Rosário, com o objetivo de homenagear a matriarca.  

Aos 17 anos convidou Pablo Lapidusas para reunir os temas de fado que mais marcaram a fadista durante a primeira fase da sua vida e lançou um disco, tendo entrado no universo da música com atuações em casas emblemáticas, entre elas o Senhor Vinho, o Clube de Fado e o Faia. Surgiram-lhe as oportunidades de privar com nomes como Ana Moura, Maria da Fé, Aldina Duarte e ser acompanhada por músicos de relevo como Zé Manuel Neto e Carlos Manuel Proença. Já pisou palcos como o do Festival Caixa Alfama, do Festival F e marcou presença na Gala Rádio Amália no Casino de Lisboa. A artista pronunciava com a intensidade certa o valor de cada palavra que cantava, mas sentia que era necessário colocar o seu cunho pessoal na arte que a escolheu - o Fado. 

Beatriz Rosário, que nasceu em Coimbra, muda-se para Lisboa aos 21 anos para completar a sua formação em Economia na Universidade Nova, onde ergue a pulso o sonho de encontrar a sua própria identidade musical. Ao longo desse processo, a jovem fadista teve a oportunidade de trabalhar com vários artistas nacionais tais como AGIR e Ivo Lucas, que guiaram a fadista pelo caminho pretendido.  

O EP “Rosário” levou Beatriz a procurar um lugar comum entre a tradição da música portuguesa e os novos sons e ritmos.  

A fadista está a ter uma grande aceitação pela crítica musical com o seu trabalho - exemplo disso é o seu primeiro single, “Ficamos por Aqui”, que esteve 7 semanas como a música nº1 de uma das principais rádios nacionais - e conta com centenas de milhares de streams nas plataformas digitais.  

Está previsto o lançamento completo do EP no início de 2022, com a distribuição de Sony Music Portugal.




Newsletter

Receba as nossas novidades